sábado, 14 de abril de 2018

Qual é a música?

Há cerca de oito anos eu editei um vídeo contendo imagens da extinta TV Tupi Canal 4 de São Paulo, contendo cenas de ônibus e trólebus circulando na capital paulista.
Como o filme era mudo, inseri uma trilha, uma musica bem agradável, porém desconhecida.
Na época, quando havia Orkut, alguém me perguntou qual era a música que utilzei, já que tinha tanto o mp3 como o arquivo de edição, então respondi na época.
Hoje, me fizeram a mesma pergunta.
Mas... onde está o arquivo de edição do vídeo? Certamente ficou alguns compradores pra atrás...

Difícil descobrir, mas prometo que quando conseguir público aqui a resposta.

Segue o vídeo:








Agora... em outra postagem do blog eu mesmo já tinha respondido: chama-se Rest 4 While 

domingo, 8 de abril de 2018

O Rádio na Baixada Santista - Comparando Dezembro de 2010 e Abril de 2018

Já faz algum tempo que não publico aqui no MuitoBem! algo sobre o rádio na Baixada Santista.
Fazendo um retrospecto das publicações anteriores, decidi deixar registrado para consultas posteriores, o dial e um pouco do panorama das emissoras em FM de Santos e região.

Torres de rádio e de telefonia no alto do Monte Serrat (foto: Emilio Pechini)


As mudanças foram sensíveis e até surpreendentes.

Veja como era o dial de emissoras em 31 de dezembro de 2010, lembrando que entre-parênteses consta a cidade de concessão:


89,3 - Tupi FM (Bertioga)
90,1 - Kiss FM (Mongaguá)
90,9 - Rádio Bandeirantes (Peruíbe)
91,9 - Litoral FM (São Vicente)
94,3 - Enseada/Aleluia (Guarujá)
95,1 - Jovem Pan Santos (Santos)
96,3 - Boa Nova FM (Praia Grande) - educativa
98,1 - 98 A Rádio Rock (Itanhaém)
98,9 - Terra FM (Praia Grande)
99,7 - Rádio Jovem Pan (Cubatão)
100,7 - Saudade FM (Guarujá) - educativa
102,1 - Sê Tu uma Bênção (Peruíbe)
103,7 - Classic Hits (Cubatão)
104,5 - Guarujá FM (Santos)
105,5 - TriFM (Santos)
106,1 - Primeira FM (São Vicente)
106,7 - Cultura FM (Santos)
107,7 - Santa Cecília FM (Santos) - educativa


Quase oito anos se passaram daquela publicação, e hoje, 08 de abril de 2018, temos no espectro das FM's em Santos, a seguinte situação:

89,3 - Top FM (Bertioga) - sinal restrito às proximidades do litoral norte.
90,1 - Top FM (Mongaguá)
90,9 - Rádio Bandeirantes (Peruíbe)
91,7 - Paradiso FM (São Vicente)
92,5 - Santos FM (Santos) - comunitária
93,3 - Rádio Brasil Atual (São Vicente)
94,3 - Enseada/Aleluia (Guarujá)
95,1 - Jovem Pan Santos (Santos)
95,7 - 95,7 FM (São Vicente) - migração AM
96,3 - Boa Nova FM (Praia Grande) - educativa
98,1 - 98 Unimes (Itanhaém)
99,7 - Saudade FM (Cubatão)
100,7 - 013 FM (Guarujá) - educativa
102,1 - Rádio Globo (Peruíbe)
102,9 - Rádio Kiss
103,7 - Rádio 103 FM (Cubatão)
104,5 - Guarujá FM (Santos)
105,5 - TriFM (Santos)
106,7 - Mix FM (Santos)
107,7 - Santa Cecília FM (Santos) - educativa


Vale lembrar que neste intervalo de tantos anos houve mudanças não registradas aqui, mas vale mencionar:

Em 90,1 MHz a Rádio Kiss, famosa emissora com programação 100% Rock 'n Roll busca uma estabilização na Baixada Santista. Deu lugar nesta frequência à uma nova rádio, a Top FM, de programação sertaneja. Mas, os roqueiros não ficaram sem a Kiss, hoje ela está de volta em 102,9 MHz.

Já a antiga  91,9 - Litoral FM, com programação lounge, chegou a ser rádio religiosa, mudou sua frequência para 91,7 e até sua torre de transmissão visando alcançar a Grande São Paulo. Depois, outras mudanças como até mesmo o nome da rádio, ultimamente virou Rádio Cidade até que se transformou na Paradiso FM.

Surgiu uma emissora chamada Santos FM, em 92,5 MHz. Uma emissora de concessão comunitária, pertencente à Associação Cidade de Santos.

Continuando no dial, surgiu também a 93,3 MHz, rádio Brasil Atual, ligada ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, que também é proprietário da TVT - TV dos Trabalhadores. A emissora compõe a Rede Brasil Atual.

Vimos surgir uma nova emissora em 95,7 MHz: o resultado da migração das rádios AM para o FM. A pioneira é a antiga Rádio Cultura de São Vicente, 930 kHz. A rádio que foi uma das mais populares do litoral paulista "Super Cultura, seu primeiro amor" havia desparecido do dial já fazia algum tempo. Percorreu uma espécie de contramão da história do rádio: uma rádio AM retransmitindo uma emissora em FM. Depois de retransmitir a Cultura FM e, com o desparecimento desta, a frequência AM 930 kHz passou a retransmitir a Saudade FM. Com o novo fôlego promovido pelo Ministério das Comunicações, foi destinada a frequência 95,7 MHz. Nos primeiros momentos da nova estação havia a menção "Você se lembra da antiga rádio Cultura AM? Ela está de volta em 95.7". Até o momento, a identificação da rádio não leva Cultura no nome, e sim, apenas a menção da frequência "noventa e cinco ponto sete".

Já a 98 - A Rádio Rock, em 2011 abandonou o rock e afiliou-se a Rede Mix de Rádio, surgindo assim a Mix Litoral 98,1. Depois de alguns anos, o contrato de afiliação foi desfeito, e a emissora voltou com seu nome 98 FM, continuando com a programação pop, a fim de manter seu público anteriormente conquistado. A mesma emissora, recentemente, fez um contrato publicitário com a Universidade Metropolitana de Santos, e adotou o nome 98 Unimes.

Em 99,7 MHz, a emissora que retransmitia integralmente a Rádio Jovem Pan 1 (a AM que em São Paulo é em 620kHz), transformou-se na CBN Santos. Foi a terceira incursão da marca na Baixada Santista. Voltando bem ao passado, a primeira CBN Santos substituiu a Rádio A Tribuna, na frequência em AM 660 kHz. Depois da venda da concessão, a rádio desapareceu. Anos depois, surgiu a CBN Litoral, na poderosa frequência 102,1 MHz de Peruíbe. Com o fim desta, o rádio news ressurgiu com a nova CBN Santos, em FM 99,7 MHz. Há poucos anos, a emissora saiu do ar. A frequência então ganhou uma nova proposta. A mesma rádio Saudade FM ocupou o novo canal. Existe uma peculiaridade nessa mudança: a antiga frequência 100,7 MHz tem o caráter educativo, o que limitava comercialmente a emissora. E, ligada ao mesmo grupo, surgiu na frequência deixada pela Saudade, a 013FM. A proposta desta nova emissora é ser voltada para o público local. "Do que o santista gosta". 

Uma reviravolta também foi vista na frequência 102,1 MHz, uma das mais abrangentes do Litoral Sul de São Paulo. Depois de rádio religiosa, a emissora enfim virou Rádio City. A proposta da nova emissora foi levar programas de debates, não só da área política, como também cultural, e programação segmentada. Recentemente, comprou a proposta da nova Rádio Globo e afiliou-se à rede, com inserção de programação regional.

Em 102,9 MHz, como dito lá em cima, temos a rádio Kiss FM. Mas ela chegou a retransmitir a Rádio Tupi de São Paulo, numa tentativa de emplacar a popular emissora AM no FM.

Em 103,7 vimos a Classic Hits, uma proposta de rádio segmentada em pop dos anos 1980, 1990 e 2000 transformar-se em uma rádio religiosa evangélica, a 103 FM.

Em 104,5 e 105,5, continuam sem mudanças significativas a Guarujá FM e TriFM respectivamente. 
Mudanças na coordenação artística da primeira e supressão de locução na programação noturna da segunda, foram as alterações que são relevantes.

Em 106,1 MHz tínhamos em 2010 a Rádio Primeira FM de São Vicente, mantida pela administração municipal de então. Sem recursos para continuar no ar, a emissora foi cancelada e não há perpectivas para um retorno, mas este pode ocorrrer. A emissora tinha como característica a programação totalmente elaborada com música brasileira. Merece a volta!

Já em 106,7 MHz uma grande tristeza para a história do rádio foi o fim da Cultura FM. A marca que criou o "jeito santista de fazer rádio", durante décadas, viu a concorrência se aproximar, mas o convívio era saudável. Por mudanças na filosofia da direção da emissora, a equipe foi dispensada. Foi o fim de uma era. Em seguida, a emissora foi arrendada para a Rede do Bem, emissora de caráter religioso evangélico com o nome de Plenitude FM. Com o fim do contrato, a nova proposta do canal foi afiliar-se à Rede Mix de rádio surgindo assim a MIX Santos 106,7.

Por fim, continua em seu segmento adulto a Santa Cecília FM, em 107,7 MHz. Mudanças na coordenação artística e também na equipe deram nova cara à emissora, que incluiu sucessos do mundo pop mais recente à programação, que tem público cativo há anos.

POLÍTICA NO RÁDIO

Neste anos observou-se o surgimento de programas de "debates" nas manhãs das emissoras. Não foi raro sintonizar duas, três ou quatro emissoras regionais com programas semelhantes com discussão de problemas da região. Muitos dos participantes e até mesmo apresentadores candidataram-se a cargos municipais na eleições.

JOVEM PAN SANTOS EM NOVAS E ALTAS INSTALAÇÕES

Depois de muitos anos estabelecida em estúdio no bairro do Gonzaga, a emissora ganhou novos estúdios no alto do Mendes Corporate, um moderno e alto edifício próximo ao Shopping Praiamar, no bairro da Aparecida.

PERSPECTIVAS DO RÁDIO

O "FM estendido" é uma nova faixa que aumenta o dial do FM. Antes restrito dos 88,1 aos 107,9 MHz, o FM foi levemente estendido para os 87,7 MHz, ou seja, dois canais à esquerda a mais do que de então. A faixa era permitida para rádios comunitárias, em localidades onde não havia o Canal 6 de TV. Com o desaparecimento da TV analógica, uma nova faixa em FM foi liberada.
Desta vez, o rádio FM pode ocupar desde os 76,1 MHz até o 107, 9 MHz, possibilitando a criação de novos canais de rádio em FM. A ideia é destinar esses canais para a migração de rádios AM, especialmente em locais de grande concentração de emissoras, como na Grande São Paulo e Grande Rio, e outras regiões metropolitanas.
Tecnicamente, deverá haver uma mudança na indústria do rádio, pois os aparelhos atuais não sintonizam as emissoras inferiores a 87,5 MHz.

A obrigatoriedade de haver um sintonizador de rádio em FM nos aparelhos de celular, inclusive iPhones poderá dar novo fõlego ao rádio. Atualmente, boa parte dos celulares não vem com o sintonizador residente, sendo a opção apenas de streaming. A justificativa é que, em caso de colapso da rede de dados celulares, o portador de um celular teria como opção sintonizar uma emissora de radiodifusão em FM, especialmente em situações de emergência pública.

A flexibilização da Voz do Brasil também pôs fim a um impasse que já leva anos. Agora as emissoras poderão transmitir o programa em três horários: ao vivo, das 19h às 20h ou em gravação, das 20h às 21h ou das 21h às 22h. Algumas emissoras deixaram de transmitir o programa por meio de liminar, ou em horário alternativo, com às 23h, por exemplo.


quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Trólebus de Santos cruzando a linha do VLT da Baixada Santista

Santos é atualmente a única cidade do Brasil que tem VLT e Trólebus simultaneamente, e mais: os dois modais se cruzam, o que para isso exigiu um sistema de conexões para que ambas as redes aéreas convivessem em harmonia nesse cruzamento.

Após cerca de 15 meses de obras, desde a implantação do VLT naquela área e também a implantação dos equipamentos que possibilitam o cruzamento das redes, os quais foram importados da República Tcheca, enfim os trólebus de Santos voltaram a circular na linha 20.

Coletores de energia ou alavancas prestes a cruzar com a rede aérea do VLT, que foi possível graças aos equipamentos cruzadores (Foto: Emilio Pechini 31.8.2017)

Trólebus de Santos no momento prestes a cruzar com a rede aérea do VLT, no cruzamento das avenidas Ana Costa e Francisco Glicério (Foto: Emilio Pechini 31.8.2017)

Trólebus de Santos cruzando a linha do VLT da Baixada Santista (Foto: Emilio Pechini 31.8.2017)
Assista ao vídeo com a passagem do VLT pela linha do Trólebus, e também dois trólebus cruzando a linha do VLT:


Este blog é mantido parcialmente através de anúncios gerenciados pelo Google, UOL e Lomadee.